Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Banco alimentar

30.11.14publicado por Gato Pardo

Tenho a minha forma de ser solidário. Umas, já aqui partilhei. Outras, não faço a mínima questão de o fazer.

Conheço inúmeras pessoas que colaboraram com o Banco Alimentar durante este fim de semana. Seja como voluntários ou com um pequeno acto de solidariedade.

Eu não o fiz. E cheguei a ouvir esta pérola...

- Que nunca esteja na posição de quem precisa. Talvez se arrependa de não ter sido solidário quando devia.

A resposta saiu disparada, foi tirar a pistola do coldre e premir gatilho.

- Que nunca seja julgada baseada somente na recusa de um saco. Pode ser a pessoa mais solidária do mundo e ser tida como uma velhaca amarga.

Sou a pessoa que se entender assim, digo não. E não aquela que acede à entrega do dito saco e o descarta 5 segundos depois no interior da grande superfície.

Shoot me... A minha consciência solidária está tranquila.

 

Pensamentos

24.11.14publicado por Gato Pardo

Nunca é agradável quando vemos algumas das pessoas que nos são importantes passarem fases menos boas na vida. A não ser que sejamos absolutos sádicos e o nosso divertimento favorito seja ver as pessoas na lama, o que não é o meu caso. Posso ser distante, mas não insensível.

Nas últimas horas, tenho feito uso de uma metáfora que no meu entender, dá resposta à questão que mais me tem sido colocada.

 

"O que é que eu fiz de errado?"

 

Não existe uma resposta 100% conclusiva para essa questão. Primeiro, porque existem milhares de contextos diferentes onde a mesma pode ser inserida, o que leva a milhares de respostas possíveis. Mas do ponto de vista de amizade, existe um cenário mais ou menos comum.

A amizade é muito gira. Catita, até. As pessoas entram na nossa vida através de uma porta giratória, qual hotel de 5 estrelas em regime de pensão completa. Desfruta do melhor que ali temos, no questions asked. Até que um dia se passa da mona, dá uma de Justin Bieber e decide destruir cada metro quadrado da suite onde confortavelmente está instalado. Ora, isso não é bonito... Depois quando chamados à atenção, decidem dar uma de diva e bater o pé.

Bem, da última vez que vi, seja o Sheraton ou a Pensão Estrelinha, se se faz m*rda, a porta é a serventia da casa. O conceito de amizade não está assim tão longe dessa realidade e foi isso que dei a conhecer enquanto opinião.

A amizade é uma porta giratória, dá acesso a um mundo que negamos a outros tantos. Proporcionamos o melhor de nós aos privilegiados que lá permanecem mas de forma alguma é uma prisão. Da mesma forma que as pessoas entram, também saem. Seja de livre vontade ou através de convite.

Todas as pessoas estão sujeitas a pisar na bola. Faz parte da condição humana. Sim, eu sei que há humanos para os quais isto é um conceito novo mas trust me, vocês irão pisar na bola. Big time. E nesse dia, essas pessoas irão perceber o porquê da expressão "estás muito longe de ser a última Oreo do pacote".

A amizade não é uma prisão. Também não é exactamente um pacote de bolachas. Bem, talvez as coloridas sejam, mas isso já deixo ao critério das vossas mentes pérfidas. Resumindo e concluindo, alguém que sai por vontade própria pela porta que é a amizade faz apenas isso. Sai. Não é o fim do mundo. Porque amanhã é outro dia. O mundo embora algo cinzento, não acabou.

A vida não é apenas o arco irís. Ocasionalmente é fogo e cinzas. Para que daí, possamos renascer, qual fénix. Mais fortes e mais conscientes da realidade das coisas.

Lumber...quê???

20.11.14publicado por Gato Pardo

Li algures que agora ser metrossexual é old school.

O que está no auge é ser lumberssexual.

E o que é isso?

Exactamente... Não faço ideia e pessoalmente, a minha ignorância nesse assunto não contribui particularmente para a minha infelicidade. Mas ok, visto que este blog até tem algum carácter informativo ocasional, fui-me informar sobre que raio é esta nova nuance masculina.

Ao que parece são lenhadores urbanos, possuidores de barbas fartas, 0% de creme hidratante no trombil e 100% de grau de despreocupação com o seu aspecto.

Portanto, um dia destes iremos afirmar que já não existem heterossexuais, dado o número absurdo de alíneas que a mesma categoria engloba.

Aguardo com alguma expectativa a chegada da griffe Arrumadorossexual e o Meninoquesevestepipimaséamamãquepagaaroupassexual.

Estamos mesmo a bater no fundo do poço do ridículo.

Wake up call..literal!

03.11.14publicado por Gato Pardo

Julgava já ter ouvido tudo o que os call centers me podiam atirar. Mas não.

- Bom dia. Seria possível falar com o senhor Gato Pardo?

- Depende. Aguarda 20 minutos para que ele acorde do estado vegetativo em que se encontra e vá beber café?

- Hã...suponho então que é o senhor...

- De momento não mas daqui por 20 minutos posso ser...depende da quantidade e velocidade a que a cafeína entra na corrente sanguínea!

- Ok. O meu nome é fulana beltrana da empresa XPTO e queria apenas informar-lhe que o senhor acabou de ganhar um magnífico prémio!!!

- Yey... (isto dito com o entusiasmo de um adolescente que descobriu pelo seu médico que contraiu gonorreia e que decidiu dar a notícia na sala de espera do consultório que só por acaso estava repleta de gente. Ok, you get the picture...)

- Quer saber do que se trata?

- Se eu disser não, posso ir beber café e fingir que toda esta chamada não passou de um pesadelo???

- O senhor ganhou um par de magníficas almofadas visco elásticas!!!

- Uau (isto dito com o entusiasmo dum surto de herpes que entra pelas beiças e faz da tromba de um gajo um autêntico Vietname)...

- Não parece muito satisfeito...

- Não, estou extasiado. Mal consigo conter a minha satisfação.

- Para receber a sua oferta, basta pagar os portes de envio...

- Não me parece. Os únicos portes que paguei na vida foi a licença de porte de arma. 

- Então mas não quer dormir mais tranquilo?

- Eu durmo tranquilo. Encostar a minha cabeça em algo que tem visco no seu nome é que talvez me tirasse o sono...

- Portanto, suponho que não lhe interessa a nossa oferta?

- Supõe correctamente. Primeiro, porque ainda não acordei, o que significa que a minha actual almofada é boa como o milho. Depois, porque ninguém no seu perfeito juízo liga para casa das pessoas às nove da matina. E pior, nem a minha família mais próxima me liga a estas horas. Portanto, espero que tenha um bom seguro de vida...

 

E lá se foi a chamada.

Portanto, já passei por créditos bancários, trens de cozinha, cartões de crédito e aspiradores. Sim, tem toda a lógica que agora me quisessem vender travesseiros.

Caraças...A base de dados desta gente adora-me.